Prefeito de Cruzeiro do Sul pode decretar estado de emergência devido cheia do Rio Juruá

Publicado em 28 de novembro de 2018

O nível do rio já encontra-se em 13,36, sendo necessário chegar a marca de 13,60 para decretar estado emergencial.

O prefeito de Cruzeiro do Sul Ilderlei Cordeiro pode a qualquer momento decretar estado de emergência no município em razão da cheia do Rio Juruá. O nível do rio já encontra-se em 13,36, sendo necessário chegar a marca de 13,60 para decretar estado emergencial. O Prefeito esteve reunido com o comandante do Corpo de Bombeiros de Cruzeiro do Sul Rômulo Barros, e com a Defesa Civil Municipal. As equipes estão de prontidão para uma subida repentina do rio, uma vez que nas cabeceiras, em Marechal Thaumaturgo, o nível já elevou mais de três metros em menos de 24 horas, e as águas tendem a descer para Cruzeiro do Sul.

“Nossa equipe está preparada para os imprevistos que podem acontecer. No ano passado foi uma experiência muito grande, para ajudarmos as famílias em um momento tão difícil. O rio vai sim ultrapassar a cota, pois em Marechal Thaumaturgo já subiu mais de três metros nas últimas 24 horas, já chegou em Porto Walter, e com isso em Cruzeiro do Sul não chega com menos de 60 centímetros, e vamos ter que decretar situação de emergência”, explicou o prefeito.

O prefeito Ilderlei enfatizou o pedido para que as famílias que residem nas áreas de inundação, que possam se preparar, subindo seus móveis, e aos que precisam ser retirados de suas casas as equipes já estão à disposição.

“O Decreto de Emergência já está preparado, o Governo do Estado, através do Corpo de Bombeiros, já disponibilizou a Defesa Civil Estadual para nos ajudar, e nossas equipes com Exército, Marinha e Polícia Militar nessa junção de esforços, além de algumas igrejas que também estão ajudando. Este é o momento de todos unirmos forças. Nunca tinha acontecido uma situação dessa no mês de novembro”, enfatizou o prefeito.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.