Prefeitura apresenta versão Final do Plano de Saneamento Básico e Resíduos Sólidos no MP

Publicado em 29 de outubro de 2018

Fotos: Ismael Medeiros

A Prefeitura de Cruzeiro do Sul apresentou na manhã desta segunda-feira (29), no auditório do Ministério Público, a versão final do Plano de Saneamento Básico e do Plano de Resíduos Sólidos. O Plano agora segue para votação na Câmara Municipal de Vereadores. Com a aprovação, o município terá condições de buscar recursos voltados para atuar na resolução das problemáticas voltadas para esta área, como esgoto, drenagem, tratamento de resíduos sólidos e outros. O Plano teve início no começo da gestão do Prefeito Ilderlei Cordeiro e do Vice-Prefeito Zequinha Lima, que tiveram a preocupação de adequar o município as normas e leis federais.

A apresentação contou com a presença do Secretário Municipal de Meio Ambiente, dos representantes do Ministério Público, da Câmara de Vereadores, do Procurador do município Jhonathan Donadonni, da Secretária de Gabinete Idelcleide Cordeiro, que no ato representou o prefeito de Cruzeiro do Sul, dentre outros parceiros e instituições envolvidas no desenvolvimento do plano como Ifac, Ufac, Imac e Ministério Público.

O Presidente da Câmara de Vereadores, Romário Tavares, parabenizou todos os envolvidos na elaboração do projeto. “A Câmara esteve presente durante todo esse processo com a participação da vereadora Lucila Bruneta. O plano será colocado em discussão, depois em votação, e os vereadores vão avaliar e votar”, destacou o Presidente da Câmara de Vereadores Romário Tavares.

O Promotor do Meio Ambiente da Bacia Hidrográfica do Juruá, Antônio Alcete Kallie de Castro, explicou que o trabalho foi por eles avaliado de forma positiva.

“O Ministério Público tem um projeto, que é o Cidades Saneadas, e ele deu um aporte necessário e as informações para que o município pudesse fazer esse tão sonhado plano. O Ministério Público enxerga com bons olhos esse último passo. Esse plano foi trabalhado e intermediado pelo Ministério Público e será agora apresentado para Câmara Municipal. O Ministério Público atua para garantir a eficácia e a cláusula do meio ambiente, garantindo com isso uma melhor qualidade de vida para população, para as presentes e futuras gerações”, enfatizou.

Para o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Everto Amaral, a conclusão do plano é a realização de um sonho, diante das lutas enfrentadas pelo município, com a falta de recursos, para conseguir realizar a elaboração do mesmo. “Podemos dizer que conseguimos vencer essa etapa. Foram quase dois anos de trabalho e luta, pois o município não teve aporte financeiro nenhum, nem do governo do estado, nem federal, nem Funasa, mas mesmo assim o prefeito teve a audácia de encarar a execução desse plano”, falou.

Ele enfatizou que durante a elaboração do diagnóstico foi realizado o levantamento de toda situação da zona rural e urbana de Cruzeiro do Sul. “Entre os principais problemas que encontramos foi na parte de esgotamento da nossa cidade, de drenagem, abastecimento de água e dos resíduos. Mas somente agora teremos como buscar recursos junto ao Governo Federal, pois foi realizado o plano aos moldes do Ministério das Cidades, e nossa esperança é que o município possa buscar recursos para solucionar essas problemáticas”, explicou.

 

 

Assessoria


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.