Jungmann esteve em Boa Vista e pode acompanhar a situação de calamidade por contra da migração

Publicado em 9 de agosto de 2018

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse em Brasília, que não vê motivo para a decisão do juiz Helder Girão Barreto que interrompeu, por algumas horas, a entrada de imigrantes venezuelanos no Brasil.

Segundo ele, a questão já estava judicializada e o governo tem dado todas as respostas em apoio ao estado. “O governo federalizou a questão. O que eu vejo é que há uma interferência tóxica das eleições. Isso não pode ser uma disputa eleitoral”.

Jungmann lembrou que o Brasil é um país de imigrantes e que os venezuelanos estão vivendo uma situação difícil. Para ele, não é o momento de o Brasil virar as costas.

A afirmação foi feita durante a assinatura de parceria com a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil para definir estratégias de combate à criminalidade no campo.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.