Gladson Cameli promete acabar com ‘marajás’: “Vou cortar cargos e chamar concursados”

Publicado em 25 de agosto de 2018
Eleições 2018

Eleições 2018

Último sabatinado pelos jornalistas, o senador Gladson Cameli, candidato ao governo do Acre pelo Progressistas, garantiu que se for eleito vai diminuir a quantidade de cargos em comissão criados pelo atual governador, Tião Viana (PT). “Vamos acabar com os marajás que ganham muito e em nada contribuem com o estado”, assegurou ele.

No ‘choque de gestão’ que promete fazer caso vença as eleições, Gladson diz que está prevista ainda a extinção de órgãos públicos estatais e a contratação de concursados – a exemplo dos aprovados nos concursos para as polícias Militar e Civil, que não foram convocados.

“Nós vamos manter os cargos necessários ao funcionamento do governo. Já aqueles preenchidos por quem não faz nada além de política serão extintos”, garantiu o candidato do Progressistas.

A proposta de Gladson é suprimir os ‘órgãos meramente decorativos na atual administração do PT’. Segundo ele, a máquina pública conta atualmente com 67 instituições, divididas em secretarias, fundações, autarquias e empresas estatais. “Enquanto temos 67, o estado de São Paulo possui 25”, assegurou.

Durante a entrevista, Gladson Cameli respondeu a perguntas sobre educação, segurança pública e saúde, entre outros temas.

 

 

Fonte: Contilnet


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.