Incompetência técnica e esperteza será que existia na administração do ex-prefeito

Publicado em 16 de maio de 2018

Alguns governantes do passado não conseguem viver sem as benesses do poder e tentam de todas as formas se perpetuar no governo, como um “Poderoso Chefão”.

Tratam a coisa pública, como se fosse sua propriedade.

Prestam pequenos serviços públicos obrigatórios, através da máquina pública, como se estivessem prestando algum favor pessoal, dizendo: “você me deve esse favor”. Coitados dos ingênuos cidadãos que se sentem eternamente devedores do dito “favor”.

O governante do passado caracteriza-se por, quanto mais obras, mais possibilidades de se locupletar, não se importando se essas obras são realmente importantes para a população.

Cuidar de forma correta e definitiva do lixo e do meio ambiente, nem pensar! Não dá voto!

O lixo de Cruzeiro do Sul era jogado em lixões a céu aberto, não importava se criava mosquito, ratos, escorpiões ou baratas, ou quantas pessoas estavam adoecendo ou mesmo morrendo com patologias transmitidas por insetos e roedores que se multiplicavam nos lixões a exemplo Zika, dengue, febre Chikungunya, malária, febre amarela e leptospirose.

O que importava para este tipo de governante é que a população não via o lixo que se acumulava embaixo de seus luxuosos tapetes – a exemplo da suspeita do dinheiro desviado no governo Vagner Sales.

Segundo matéria do site, Juruá em tempo, uma meteórica eleição de apenas 60 dias, elegeu a dep. Federal Jessica Sales como uma das mais votadas.

Com esse dinheiro (100 milhões) daria para asfaltar três vezes a cidade de Cruzeiro do Sul, daria para fazer 100% do saneamento básico da cidade ou construir 1.800 (uma mil e oitocentas) casas populares, tirando a população das margens do rio Juruá do risco no período de enchente.

A conseqüência de tantos desvios de dinheiro público se confirmado no governo de Vagner é que, o governo federal não permite o repasse de recursos de convênio ou de emendas parlamentares se o atual prefeito Ilderlei não pagar o dinheiro desviado no passado. Até mesmo o FPM, dinheiro que paga a folha está em risco.

Como se lê, tapar os buracos do cofre da prefeitura será muito mais difícil que consertar os buracos das ruas, já que a “operação tapa buracos” está em pleno vapor.

Agora imagina se o ex-prefeito Vagner um homem obcecado por dinheiro, iria se interessar em fazer o tratamento de esgoto como pretende fazer o prefeito Ilderlei. Nem pensar!

O que ganho com isso?

Obra enterrada não dá voto, a população não vê!

Assim pensa o governante que faz da política um negocio de família.

Pensamento que levou governos do passado a jogar nossos esgotos sem tratamento direto nos rios e igarapés, para depois a população comer o peixe contaminado.

E se o cidadão ficar doente!!!

Bem, pensará a “velha raposa”, os doentes nem saberão por que adoeceram.

Assim, como um exterminador do futuro, eles governavam, poluindo verdes áreas, rios e igarapés, sem nada fazer, ou se preocupar com o futuro das novas gerações.

E se perguntarmos quem foi o responsável por todo este estrago, é claro; responderá: Não fui eu!

É como se a incompetência e a corrupção fossem órfãs de pai e mãe.

No entanto, infelizmente, em algum momento a Policia Federal ira revelar toda corrupção que existia na prefeitura, e certamente colocará Cruzeiro do Sul nos noticiários nacionais, nas paginas policiais.

E acreditem o Vagner Sales tenta passar a idéia para a população que ele foi traído pelo prefeito Ilderlei, seu antigo aliado, por não admitir qualquer espécie de corrupção, e por estar implantando uma administração transparente, limpando a sujeira escondidas em baixo dos tapetes, e afastando da prefeitura aqueles que, de alguma maneira apóiam ou admitem o desvio de verbas públicas.  Certamente o Prefeito Ilderlei esta contrariando os interesses de muitos poderosos.

“Não roubar ou deixar roubar, pôr na cadeia quem roubar. Eis o primeiro mandamento da moral pública”

Por ironia do destino, esta é a política promulgada na constituição de 88 por Ulisses Guimarães ex-presidente do MDB, partido de Vagner Sales, que certamente, ele não leu.

 


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.