Independente do resultado do julgamento de Lula neste dia 24, o Brasil permanecerá uma vaca doente e atolada Acordo

Publicado em 19 de Janeiro de 2018

Por: Mariano Maciel

A parceria firmada entre Jair Bolsonaro e o nanico PSL tem como alvo as eleições deste ano. O deputado, que aparece em segundo lugar nas pesquisas para a Presidência da República, já trocou de partido sete vezes desde que ingressou na vida política em 1988.

Confira o histórico: 1988 a 1993: PDC; 1993 a1995: PPR: 1995 a 2003: PPB; 2003 a 2005: PTB; 2005: PFL; 2005 a 2016: PP; 2016 à atualidade: PSC; 2017: firmou compromisso com o Patriotas (PEN; 2018: PSL.

Numerologia       

Lideranças da Rede acreditam que este é o ano de decolar: como o número da sigla é 18, só daria eles nas urnas em 2018.

Aquecimento  

A Rede, de Marina Silva, colocará a candidata em movimento a partir desta semana, como uma reunião aqui em Brasília. A idéia é marcar eventos e repassar os acordos em curso para a capacidade de replicar a pré-candidatura em cada estado.

* Na semana passada, Marina se afastou temporariamente da política para acompanhar o tratamento médico do seu pai num dos hospitais de Rio Branco.

Não brinquem com ele

O governo fará tudo que estiver ao alcance do presidente Michel Temer par tentar garantir a posse de Cristiane Brasil. Desde que Roberto Jéferson denunciou o mensalão, desestabilizando o PT, todos o temem.

* Afinal, se ele partiu para a guerra contra José Dirceu nos idos de 2004, imagine o que fará com quem mexer com sua filha…

Celular clonado

O deputado petista Leo de Brito teve seu telefone envolvido em um cyber ataque na última terça-feira, dia 16, cujo objetivo do golpe era clonar o aplicativo Whatsapp com o intuito de solicitar transferências de quantias ou outros favores.

*  A investida aos telefones de deputados da bancada do Partido dos Trabalhadores foi iniciada esta semana. Os parlamentares Paulo Teixeira (PT-SP) e Adelmo Leão (PT-MG) também tiveram os telefones clonados. O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados está investigando o caso.

Jornalistas…  

Quem disse que grupos de WhatsApp servem apenas para trocar correntes e enviar piadinhas? Algumas jornalistas do Acre – reunidas em um destes famosos ‘grupos virtuais’, demonstram que é possível juntar a tecnologia às causas sociais.

*  Entre uma conversa informal sobre filhos, trabalho e casa, as jornalistas do Acre  tiveram a ideia de unir forças para algum trabalho voluntário, já que algumas delas já desenvolvem ações parecidas de alguma forma. Assim, tiveram a ideia de fazer esta campanha, totalmente concebida, desenvolvida e executada pelo aplicativo, pois todas têm suas agendas profissionais atribuladas e corridas.

Solidárias…

Ideia aprovada, planejamento em execução e logística preparada, as profissionais entraram em campo para a divulgação da campanha “Com material, a escola é mais legal”.

* A campanha de arrecadação será até o dia 23 de fevereiro, e os interessados podem ajudar entregando caderno, lápis, caneta, borracha, apontador. No caso de mochila pode ser usada. As jornalistas colocaram o fone 68.9.9984-9770 à disposição de quem quiser ajudar, mas não tem como deixar as doações nos pontos de coleta.

Frase

“Enquanto morreram mais de 500 pessoas assassinadas em 2017 e neste ano vamos no mesmo caminho, o Governo do Acre torra o dinheiro que deveria estar sendo investido na segurança e inteligência policial em uma obra totalmente desnecessária” – do deputado estadual Nelson Sales ao criticar mais dinheiro para o “Lago do Amor”…


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.