Plenário do Senado á 55 anos não tinha banheiro feminino

Publicado em 9 de janeiro de 2016

Incrível por que as 12 senadoras só agora que se deram contas que precisa de um banheiro feminino, deve ser por conta de muitos trabalhos será mesmo? 55 anos para construir um banheiro feminino.

banheiro feminino do senado-2

O plenário do Senado passará a ter um banheiro para as senadoras em 2016, mais de 55 anos depois da inauguração do prédio do Congresso Nacional em Brasília, em 1960. Durante o recesso parlamentar, que segue até 1º de fevereiro, o Senado realiza uma reforma no banheiro do plenário, que antes era apenas masculino. Após as obras, o espaço original do banheiro dos homens será dividido com um banheiro para as mulheres.

Até a última reunião dos parlamentares em 2015, as 12 senadoras tinham de deixar o plenário para usar o banheiro do restaurante ao lado. As obras de reforma devem ficar prontas antes do retorno das atividades dos senadores, de acordo com a Secretaria-Geral da Mesa do Senado. O contrato para execução da obra prevê um pagamento de R$ 35,8 mil à empresa de engenharia responsável pela obra, escolhida por meio de licitação.

Procuradora da mulher no Senado, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirma que a inclusão de um banheiro para as mulheres foi uma reivindicação da bancada feminina. “Isso, para nós, é de um simbolismo muito grande, porque estamos mudando a estrutura física da casa pra que receba melhor as mulheres”, disse.

A senadora argumentou que a ausência de um banheiro para as mulheres indicava que elas não eram esperadas no ambiente parlamentar. “Não é um banheiro que vai mudar toda a situação, mas o fato de não ter um banheiro no plenário é um indicativo de que a Casa não foi preparada para as mulheres. E não foi mesmo”, disse.

Apesar de as mulheres serem maioria na população brasileira (51%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE), elas ainda são minoria no Senado. Atualmente, as 12 senadoras em atividade representam menos de 15% dos 81 parlamentares.

De acordo com Vanessa Grazziotin, as parlamentares usavam, até o ano passado, o banheiro disponível no restaurante ao lado do plenário. Esse banheiro, segundo ela, também foi adaptado depois da construção do prédio do Congresso – essa reforma ocorreu em 1979, quando tomou posse a primeira senadora eleita, Eunice Michiles.

Na Câmara, onde o número de parlamentares é maior, os banheiros  femininos e masculinos  utilizados pelos parlamentares ficam no chamado “cafezinho”, que fica ao lado do plenário da Casa. A primeira deputada federal, Carlota Pereira de Queirós, foi eleita em 1934. Nessa época, a capital federal ainda era o Rio de Janeiro

Em dezembro, na semana anterior ao início formal do recesso parlamentar – que começou no dia 23 de dezembro, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou, no plenário, que haveria “obras de recuperação” no banheiro feminino. Por isso, segundo ele, não haveria sessão na semana seguinte. Na ocasião, ele não chegou a especificar do que se tratava a reforma.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.