Dona de empresa que fez pagamento para filho de Lula é presa pela Polícia Federal

Publicado em 20 de janeiro de 2016

mulherlobista presa

A PF prendeu na tarde de segunda-feira (18), a empresária Cristina Mautoni, mulher e sócia do lobista Mauro Marcondes Machado.

A Marcondes e Mautoni Empreendimentos, empresa do casal, fez pagamentos de R$ 2,5 milhões à LFT Marketing Esportivo, do empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula.

Cristina está sendo acusada de integrar um esquema de compra de medidas provisórias no governo federal durante o governo Lula, investigada na Operação Zelote. Ela foi detida em sua residência, no bairro do Morumbi, em São Paulo.

O marido de Cristina, Mauro Marcondes Machado, atualmente está preso preventivamente na Penitenciária da Papuda, por suspeita de operar o suposto pagamento de propinas a agentes públicos para viabilizar as MPs.

O casal é réu em ação penal que apura o suposto envolvimento em corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Os dois estão sendo acusados (pelo Ministério Público) de operar um esquema de pagamento de propina para conseguir a aprovação de medidas provisórias que concediam incentivos fiscais a montadoras de veículos.

A empresa Marcondes e Mautoni Empreendimentos fez pagamentos de R$ 2,5 milhões à LFT Marketing Esportivo, do empresário Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. Os investigadores da Zelote suspeitam que os repasses tenham ligação com as medidas provisórias. Luís Cláudio sustenta que os valores se referem a serviços de consultoria prestados em sua área de atuação, o esporte.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.