ACRE: Eliane Sinhasique diz que se há medo entre servidores públicos, é porque há perseguição

Publicado em 16 de Abril de 2015

SINHASIQUE-1

A deputada estadual Eliane Sinhasique, líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), respondeu o deputado Raimundinho da Saúde (PTN) que criticou gravação de áudio de reunião entre servidores da saúde e deputados, ocorrida na sexta-feira (10), no Conselho Regional de Enfermagem (Coren), feita por assessora da deputada.

Sinhasique disse que a reunião não era secreta e que tudo o que foi dito pelos profissionais que trabalham na Maternidade Bárbara Heliodora ficaria registrado em relatório enviado posteriormente para os deputados.

“Vão me chamar para uma reunião secreta para eu só ouvir e não tomar nenhuma providência, não poder utilizar as informações que são repassadas nessa reunião e dar encaminhamento para essas reclamações?”, indagou.

A parlamentar afirma ainda que a gravação não foi divulgada em veículos de comunicação ou redes sociais, foi feita para que a deputada, que não pôde estar presente na reunião, ficasse a par dos problemas pontuados na reunião.

“Essa gravação foi feita para que eu ouvisse. Eu precisava saber o que estava sendo dito ali. Se o que foi dito na reunião vai constar no relatório, esses servidores tem medo de quê? Será que vão manipular o que foi dito ali?”.

Quanto à afirmação de que o presidente do Coren teria ligado para Raimundinho para afirmar que os servidores poderiam ficar com medo de represálias caso soubessem que a reunião estava sendo gravada, Sinhasique declarou que se existe esse medo é porque existe perseguição aos servidores.

“O deputado Raimundinho disse que os profissionais estavam com medo, que eu estava expondo aqueles profissionais que fizeram as suas reclamações com relação à Maternidade Bárbara Heliodora. Se não fossem perseguidos porque estariam com medo?”, questionou a parlamentar.

Ravenna Nogueira
Assessora de Comunicação


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.