Acre: Eliane Sinhasique repudia cobrança abusiva praticada por instituições privadas de ensino

Publicado em 12 de fevereiro de 2015

A Uninorte reajustou a mensalidade dos cursos em 8%, valor que excede o piso do fundo repassado pelo Governo Federal

sinhasinque uninorte

A deputada estadual Eliane Sinhasique (PMDB) falou, durante a sessão de hoje (12) da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), que estão transformando a educação em comércio e repudiou tal atitude. Para a parlamentar, a cobrança de valor excedente ao financiado pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) é abusivo.

Apesar da garantia de matrícula, sem a necessidade de assinatura de termo aditivo, concedida aos alunos bolsistas do Fies, na tarde de ontem pela Uninorte, a Instituição continua com práticas abusivas ao reajustar a mensalidade em 8%, valor acima do percentual máximo permitido pelo sistema do Fies.

“Então, de fato, houve um abuso por parte da Uninorte em colocar um aumento da semestralidade em 8%, quando na realidade o Governo Federal só permitia 4,5%. É preciso que eles revejam esse percentual no aumento para que os alunos possam fazer o seu aditamento e dar continuidade aos seus estudos”, declarou.

Sinhasique reclamou ainda do valor que é pago para os professores por hora/aula. “É inadmissível que um professor de uma instituição de ensino superior privada ganhe apenas R$21 por hora/aula, realmente estão transformando a educação num comércio e eu quero repudiar esse tipo de atitude”, acrescentou.

Ravenna Nogueira
Assessora de Comunicação


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.