Sebastião e Vice-presidente do senado defendem seu colega Sibá Machado em plenário do PT/AC

Publicado em 14 de dezembro de 2014

Da Redação

defesa de colega-4

Presente o deputado federal Sibá Machado PT, a plenária do Partido dos Trabalhadores no Acre, no AFA Jardim, em Rio Branco, encontro com o objetivo inicial de discutir o resultado das últimas eleições. Defendeu-se dizendo que seu nome envolvido na operação Lava Jato da policia federal, ele é inocente, segundo o deputado é perseguição politica ao seu nome e ao partido dos trabalhadores PT e a presidenta Dilma.

Mas na lista que consta o nome do petista Sibá Machado, e também aparecem outros nomes de políticos como o do vice-presidente Michel Temer (PMDB), Fernando Hadad (PT) e Waldir Raupp (PMDB), para os Petitas nada disso é verdade como foi o caso G-7, que eles afirmam ate hoje que a policia federal mente, mas os nomes dos políticos aparecem em tabelas, muito bem organizada por partidos.

Como já é praxe dos irmãos Vianas desmentir esse tipo de investigação “exemplo G-7”, já entraram defesa do parlamentar Sibá Machado, Sebastião Viana também tratou de defender seu companheiro de partido Sibá Machado, que segundo ele tem uma “história bonita no Congresso Nacional”. Para o governador “não tem nada a ver” receber dinheiro de empresas, desde que seja legal, como manda a lei.

“Não tem nada a ver. Financiamento empresarial nesse País é legal para qualquer candidatura. Não tem nada errado enquanto a lei permitir”, disse Sebastião Viana.

Já o vice-presidente do Senado, senador Jorge Viana PT, seguiu a linha do discurso de seu Irmão Sebastião Viana PT e reclamou que a mídia esquece-se dos esquemas de corrupção do metrô de São Paulo e do mensalão “mineiro”, que deveria ser chamado de “o mensalão do PSDB”. “Por que só com o PT, que tem que ser tratado o mensalão do PT. Questionou Jorge Viana.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.