Manifestantes invadem sede da CNA em protesto contra Kátia Abreu

Publicado em 15 de dezembro de 2014

Integrantes de movimentos sociais invadiram a sede da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) no final da manhã de hoje (15). Eles protestam contra a possível indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para assumir o Ministério da Agricultura.

katia abreu

Segundo a assessoria da CNA, cerca de 70 pessoas chegaram à sede da entidade por volta das 11 horas, derrubaram a grade de proteção e ocuparam o hall de entrada, chegando, em alguns momentos, à garagem do edifício. Em razão do tumulto, parte dos funcionários foi liberada mais cedo. Como os manifestantes não apresentaram pauta de reivindicações e ameaçam permanecer no local por tempo indeterminado, a diretoria da confederação deve recorrer à Justiça para obter a reintegração de posse.

As lideranças do ato dizem que ao menos 250 agricultores familiares e sem terra participam do protesto. Eles integram o Movimento Brasileiro dos Sem Terra (MBST), a Frente Nacional de Luta no Campo e Cidade (FNL) e da Confederação Nacional dos Agricultores (Conafer). Segundo Rainer Ribeiro, do MBST, a intenção do grupo é permanecer no local por tempo indeterminado.

“Repudiamos a nomeação da senadora para o ministério e cobramos que o governo federal abra um canal de negociação com os movimentos sociais para discutirmos um modelo produtivo sustentável, reforma agrária e mais apoio à agricultura familiar, responsável por colocar comida na mesa da população brasileira”, disse Ribeiro à Agência Brasil. “Entre outras coisas, a senadora disse que o brasileiro tem mais é que comer agrotóxico. Isso, para nós, é uma ofensa. E favorecer os grandes produtores em detrimento da agricultura familiar”.

O protesto acontece poucas horas antes da cerimônia de posse da nova diretoria da CNA para o próximo triênio (2014/2017). Candidata única ao cargo, a senadora Kátia Abreu assumirá o comando da entidade pela terceira vez. A presidenta da República, Dilma Rousseff, deve participar do evento.

Fonte: Agência Brasil


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.