Dengue causa pandemônio em Cruzeiro do Sul

Publicado em 12 de dezembro de 2014

politica comk-2

Duas mortes confirmadas,quatro casos sob suspeita de dengue hemorrágica, aplicação de multas em moradores, unidades de saúde sem estrutura de trabalho e 25% da população infectada. Esta é a realidade do município de Cruzeiro do Sul, ou seja, um verdadeiro pandemônio.

Prefeitura x governo

Ao invés de se unirem para por fim à calamidade, os dois entes políticos vivem se digladiando. Não sabemos quem é o culpado, mas, com certeza, a irresponsabilidade é de ambos.

Mário Neto

Até o chefe de Gabinete da prefeitura, Mario Neto, contraiu dengue. A doença não poupa nem os mais abastados. O jornalista Edilberto Araújo também está acamado. Melhor dizendo, como um bom cearense, está no fundo de uma rede.

Muita farofa

Esse governo, por ser farofeiro, acabou, literalmente, envolvido com a iguaria. É que está dando o que falar a reportagem que flagrouos servidores do Hospital Dermatológico comendo farofa de ovos. Nada contra a dieta, todavia, existe dinheiro para comprar carne bovina e frangos.

Até tu, Brutos?

Quem pensou que as campanhas do governador Tião Viana e do deputado federal Sibá Machado, ambos do PT, que foram as únicas a receberem dinheiro de fontes suspeitas, como das empresas envolvidas no escândalo da Operação Lava Jato, enganou-se. Nas prestações de contas do TSE, de 2014, aparecem doações também para os candidatos oposicionistas Marcio Bittar (PSDB) e Tião Bocalom (DEM).

R$ 340 mil

Nas planilhas de prestação de contas de campanha, o tucano e o democrata registraram doações das empresas Andrade Gutierrez e UTC Engenharia. Juntas, as empresas doaram R$ 340 mil para a campanha da oposição. O diretório da campanha de Bittar recebeu R$ 240 mil da Andrade Gutierrez e uma das contas de campanha do Bocalom registrou R$ 100 mil da UTC Engenharia, ambas investigadas pela PF por pagamento de propinas a políticos e funcionários da Petrobras em troca da obtenção de contratos superfaturados com a estatal.

Reforma política urgente

É por essa e outras que urge uma imediata reforma política. O tema é polêmico e os congressistas fogem deste assunto como o ‘coisa ruim’ foge da cruz.

Crise ética e moral

É ministro que cai após acusações em sua pasta. É deputado que acusa colegas de venderem emendas. É detento que consegue regalias na prisão por meio de facilidades concedidas por algum carcereiro. É obra concluída com autorização forjada. É estabelecimento comercial que consegue alvará por meio de propina. Ufa!

MEC

O Ministério da Educação apontou a existência de uma “crise moral” na sociedade brasileira ao justificar a proposta de inclusão da ética nos currículos de 5ª a 8ª série. Essa “crise” se manifestaria pelo cinismo ou indiferença da população diante de valores como justiça, respeito e solidariedade.

Raimundinho da Saúde

Posso até errar, mesmo porque ainda é cedo para fazer prognósticos, mas o deputado eleito pode ser um dos melhores parlamentares da próxima legislatura. Mesmo sendo da base governista, ele vai defender a população como sempre fez.

Por: Jorge Natal

jorgenatalimprensa@gmail.com


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.