Baixada do Sol irá ganhar novo Câmpus do IFAC e Centro Olímpico

Publicado em 1 de Fevereiro de 2014

Comunicação IFAC comunicacao@ifac.edu.br

reuniao_IFAC_PREFEITURA

A Baixada do Sol – maior regional de Rio Branco – irá ganhar mais Educação e Esporte. Foi acordado na tarde desta sexta-feira, dia 31 de janeiro, que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – IFAC irá construir a sede do Câmpus da Baixada em terreno ao lado da Central de Abastecimento e Comercialização de Rio Branco – Ceasa e o antigo terreno do Centro da Juventude – CEJA irá abrigar o Centro Olímpico. A reunião aconteceu no gabinete do prefeito, Marcus Alexandre.

O IFAC já possui duas unidades na Capital (regionais do Xavier Maia e da Baixada do Sol) atendendo hoje mais de 1800 alunos em cursos permanentes técnicos, superiores e de pós-graduação, além de mais de 8mil alunos em cursos de formação inicial e continuada (programas Mulheres Mil e Pronatec).

Na Baixada do Sol, o Câmpus Avançado iniciou suas atividades o ano passado em imóvel do antigo Centro de Assistência aos Surdos – CAS, numa parceria com o Governo do Estado. “Mesmo com a sede própria na Baixada, ao lado do Ceasa, pretendemos manter as atividades do atual câmpus provisório, atendendo à população com modalidades distintas de formação”, explicou o reitor do IFAC. Prof. Breno Silveira. “Com esse novo acordo com a Prefeitura, todos ganham, provando mais uma vez nosso compromisso com quem mais precisa”, complementou.

“Ao lado do Ceasa estaremos também na porta da Transacreana e da Via Verde – áreas estratégicas para a oferta que já fazemos na região que são os eixos de Recursos Naturais (Aquicultura e Agroecologia, por exemplo) e Infraestrutura (Edificações e Desenho para a Construção Civil)”, explicou o chefe de Gabinete de Planejamento e Gestão do IFAC, João Artur Leão.

Bem próximo ao local, está sendo construído um novo terminal de integração, evitando transtornos quanto ao acesso.

Também presente na reunião, a diretora de Obras e Infraestrutura do IFAC, Janara Vasconcelos, explicou os trâmites legais para o ajuste do projeto ao novo espaço de 3,487 hectares.

“A missão do IFAC é nobre e é nossa prioridade também para a gestão da Capital sua expansão”, argumentou o prefeito Marcus Alexandre, também satisfeito em atender Rio Branco com o Centro Olímpico que será construído com recursos da Caixa Econômica Federal na antiga área que havia sido doada para o IFAC. “Todos sairão ganhando com essa troca”, disse.

Participaram também da reunião, o pró-reitor de Administração do IFAC, Marcelo Garcia, e pela prefeitura as secretárias de Planejamento e de Obras, Janete Santos e Claudia Cunha, o procurador Paulo Barreto e o chefe da Casa Civil, André Kamai.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.