Rio Branco o NOVO: O mais do mesmo

Publicado em 2 de Janeiro de 2014

Redação folhadojurua.com.br

marcos viana-5

O petista Marcus Alexandre completou no primeiro dia de 2014 um ano à frente da prefeitura de Rio Branco. Eleito com a promessa de fazer o novo, continua no mais do mesmo. Rio Branco permanece com seus problemas de sempre, mas sempre se agravando. O transporte público continua uma porcaria, os buracos tomam de conta das ruas, e o lixo das calçadas. A periferia –como de costume –abandonada.

Marcus Alexandre está de mãos atadas. As prefeituras não têm recursos, e para piorar sua situação precisou transformar o poder municipal num cabide de emprego para acomodar todos os aliados cooptados a apoiá-lo no segundo turno. Para fazer o velho jogo do poder pelo poder, ele se rendeu às retrógradas práticas políticas do toma lá dá cá.

Marcus Alexandre é uma pessoa forçada. Não se pode negar seu empenho em tentar mostrar algo e prestar satisfação ao morador da capital. Não se sabe se é dele o estilo de passar a imagem de um político popular (ao almoçar no mercado, andar pelo terminal, tomar café com os garis), ou se tudo não passa de uma ampla jogada de marketing, ele mesmo fruto de uma montagem de última hora ante a falta de nomes dentro do PT que pudessem satisfazer a vontade do Vianismo para manter o domínio na capital.

Não à toa Marcus Alexandre tem índice recorde de aprovação entre os rio-branquenses. Ele pode até não fazer nada pela cidade ante a limitação do caixa com o pagamento do salário dos aliados, mas mostra disposição em solucionar o problema das pessoas. Sua influência política será testada agora em 2014. Ele pode ser o fiel da balança para diminuir a rejeição ao cansaço do PT no poder.

Tomara ele não esquecer as funções de prefeito para se dedicar unicamente à campanha de seu patrão e criador, o governador Tião Viana. O desafio de Alexandre nos próximos três anos é fazer valer de fato o “novo” prometido em 2012. Até agora tudo está como dantes. Pintar o meio-fio com cal e aparar a grama das rotatórias não é o suficiente. Rio Branco tem desafios gigantescos e que precisam ser resolvidos muito mais com eficiência na gestão dos recursos públicos do que com as entediantes matérias de sua assessoria de imprensa e as propagandas da Cia de Selva.

por 


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.