Perpétua discute inclusão dos moradores da Serra do Divisor no PNHR

Publicado em 7 de janeiro de 2014

Angelica paiva

[email protected]

perpetua serra divisor

O Parque Nacional da Serra do Divisor foi criado em 1989. Com uma área de 843 mil hectares ( superior a de muitos países), ocupa parte do território de 5 municípios: Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

A modalidade “Parque Nacional”, não contempla a presença de moradores, podendo ser usado apenas para pesquisa científica e turismo controlado. Por isso, as cerca de 700 famílias que habitam o local, vivem em clima de incerteza. Apesar da maioria ter nascido na área do Parque, a determinação é para que sejam removidas. 50 famílias que moravam próximo as cachoeiras do Rio Moa foram removidas para o Projeto de Assentamento Havaí, a 29 km de Mâncio Lima.

Uma das reclamações dos moradores é nunca terem recebido a indenização pela remoção.

A deputada federal Perpétua Almeida, acompanhada do deputado Estadual Eduardo Farias e do vice-prefeito de Mâncio Lima, Eriton Maia, todos do PCdoB, passou a última semana dentro do Parque, buscando entender o problema para ajudar as pessoas.

” O problema é sério. Eles têm dificuldade até para desenvolver a agricultura de subsistência, por causa da determinação de deixarem o Parque. Por outro lado pedem, e precisam da ajuda de emendas para transportar mercadorias e até para a própria locomoção. Discutimos com eles sua inclusão no Programa Nacional de Habitação Rural, como alternativa. O certo é que temos um problema que atinge quase mil famílias e que precisa ser equacionado. Vou em busca de solução”, garantiu Perpétua que foi saudada em todo o trajeto como ” a Mulher das Espingardas”, apelido que recebeu em seu primeiro mandato de deputada federal, pela luta vitoriosa, em defesa da legalização das espingardas para os moradores da floresta. ”

Quando assumi meu primeiro mandato, meu pai me disse- não esqueça sua origem no seringal. Não esqueça que foi o cano de uma espingarda que te sustentou (referindo-se à caça como alimentação)”.

 


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.