O ACRE JÁ ESTÁ EM MÃOS ERRADAS, NAS SUAS!

Publicado em 28 de Janeiro de 2014

Escrito Por:  nayarabio21@gmail.com

naiara-2

O cansaço me domina nesse momento, ainda tenho uma prova pra estudar, tomar um banho, mas não será esse cansaço, que tenham certeza não é pouco, que me impedirá de escrever esse artigo. Eu gosto de escrever nos momentos que estou inspirada e quando a revolta fala mais alto. Nesse caso não é revolta, é procura de respostas mesmo.

Ao chegar em casa, como sempre faço, abri meu facebook e claro alguns sites de notícia do Acre, dentre eles o Contilnet, e me deparo com uma manchete um pouco cômica, eu diria, onde o tema da mesma é “Jorge Viana teme que o Acre caia em mãos erradas”. Pelo tema a vontade foi soltar uma grande gargalhada, mas seria injusto com o Senador fazer tamanha desfeita a palavras tão elegantes, bonitas (estou ironizando).

Pois bem excelentíssimo senhor Senador da República, vou relembrar alguns fatos pra que pense bem em quais mãos erradas o Acre está, ok?!

Vou falar do pouco que sei, e do pouco que vivi, meus 22 anos, acho que são suficientes pra fazer uma retrospectiva acreana da era PT, afinal com 6 anos já se sabe alguma coisa, e eu sabia de muita coisa. Gostaria de ser rápida, porque texto grande dá preguiça de ler, então vou fazer tópicos, tópicos explicativos e fáceis de ler, então o primeiro.

Vamos começar com atraso de salários (não é meu favorito), sabe, está certo quando diz que os governantes passados atrasaram salários, mas, vocês esquecem de lembrar que nessa época o Brasil todo vivia um caos, que na época de Flaviano e outros a economia brasileira não era a melhor, e a inflação ultrapassava muito os 100%, sua gestão foi mamão com açúcar, se for ver pelo lado fantástico do PT, você se elegeu à governador junto com Fernando Henrique na Presidência da República (só pra lembrar-te, ele foi o único presidente a repassar números altíssimos de verba pro Acre). O senhor não informa à população que até hoje a construção do Parque da Maternidade está em dívida com os bancos, dívida esta que o senhor deixou, deixa me recordar, acho que um pouco mais de 2 bilhões, claro, não só do Parque, mas de outros empréstimos que realizou durante seu mandato. Agora falando dos atrasos do seu maninho, quero lembrar, rapidinho, só pra não esquecer, que o 13° (aquele salário “extra” que trabalhadores recebem durante o mês de dezembro) só foi pago, porque a Caixa Econômica Federal do Brasil realizou um empréstimo gigantesco para o estado com o apoio da Presidenta Dilma (para os íntimos, Dilmoca, Dilminha, O Dilma). Ainda falando em atrasos, vou lembrar-te que o Acre deve aos cofres públicos mais de 5 bilhões de reais, devido a empréstimos, que até hoje não vi os resultados lucrativos de tais. Bem, esse tópico falta muita coisa, mas está muito exagerado, isso que me indigna, povo não gosta de ler.

O segundo tópico eu vou falar do “respeito pelo cidadão”, o último é especial e dedicado aos meus queridíssimos governantes acreanos (gente, ser irônica as vezes distrai, espero que eles não me mande distrair-me vendo o sol nascer quadrado depois disso) … A ênfase no parêntese foi proposital pro segundo tópico, e é justamente uma das situações de DESRESPEITO dos senhores “feudais”. O povo acreano não possui o direito se quer de criticar os seus gestores, um PM ousou fazer isso e no outro dia foi parar no xilindró. Fui criticar o governador do estado em sua página no facebook e.. Fui bloqueada por assessores ou por ele mesmo. A população da cidade de Rio Branco, e do estado por inteiro, sofre com medo, pois uma onda de violência atinge a cidade, assaltos a luz do dia com mão armada, pessoas sendo atingidas por balas perdidas na porta de suas casas. Invasão de domicílios e roubos de bens de pessoas humildes e até dos “ricôes”. Respeito é ver ali na Chico Mendes por volta das 18:30, crianças, adolescentes, mulheres, se prostituindo porque não possuem uma esperança de vida melhor, não tem chances, não há empregos (os que tem, são pros filhinhos dos amiguinhos dos chefões, do alto escalão acreano), filho de pobre tem que ir à luta né?.

Suar a camisa? Sim, claro, dignidade se conquista assim, mas pra ir à luta tem que ter objetivo. E qual o objetivo que o jovem acreano possui? Quais as oportunidades de emprego que o Acre oferece anualmente? “Ah, o governo dá isso, da aquilo, as pessoas que querem vida fácil”. Sim, claro, concordo, há muitas garotas que se prostituem porque sentem prazer nisso, claro que a minoria da minoria, mas tenho certeza que a maioria faz porque não tem solução, ou pra sustentar o vício com as drogas (vício esse causado justamente pela falta de oportunidades, ou por falta de uma ótima educação). A juventude precisa viver, precisa se distrair, precisa de cultura. Meninos de 14 anos na rua drogados, matando, assaltando, roubando… Pra que? Pra sustentar um vício. ( )…. Esse tópico é grande, falta falar da saúde e da educação, leiam. Pois bem, a educação entra nesse ponto, deve que na linguagem do senador um povo respeitado é aquele em que suas crianças bebem água do SAERB totalmente contaminada, com altas quantidades de produtos químicos. “A água do SAERB é tratada sua burra” (comentários assim, são hilários pra mim). Sim, a água do SAERB é tratada, mas a encanação é paralela a da rede de esgoto, e pode estourar ou até mesmo haver um “furinho” em um dos canos e nesse caso a água entrar em contato com a do esgoto. Educação no Acre é sinônimo de falta de respeito, professor é xingado em sala de aula, até atos de racismo eu presencie em meu estágio. Aumento de salário? Que nada, pra que né?! E a saúde? Não quero me aprofundar muito, pois de saúde todos já conhecem e sabem como é, ah! O Jorge não sabe, então vou resumir pra ele, Jorge Viana, é assim a saúde do Acre: Temos um Pronto Socorro lindíssimo, duas Upas, médicos de Cuba, Enfermeiros(as), mas lá vem a boa notícia, ops! Me enganei não há boa notícia. Os recepcionistas do PS tratam os pacientes e acompanhantes com um descaso sem igual (eu sofri isso na pele), não há remédios o suficiente, há poucos leitos, o ultrassom não funciona devidamente… As Upas tratam seus pacientes um pouco pior que os atendentes do OS, as enfermeiras são umas grossas mal educadas (gente, sem generalizar, tem umas legais), falta medicamento, falta médicos de verdade, afinal se toda hora que passarmos mau for virose, não precisaríamos de médico. De que mesmo que o Senador falava? Ah, de respeito pela população. O que mesmo que acontece com quem comenta no facebook do governador fazendo críticas? É bloqueado. Jorge, procura aí no seu dicionário o significado da palavra RESPEITO e depois vá fazer entrevista. Bem, eu poderia passar a noite escrevendo aqui sobre respeito, mas é muita coisa, vamos terminar logo isso, estou ansiosa pela tópico 3, é meu favorito.

Tópico 3: CORRUPÇÃO, “se entrar um governo ruim que queira fazer corrupção”. Eu reli essa frase umas cinco vezes, e ainda estou aqui pensando, no que lhe deram antes da entrevista. Jorge, uma dica, não aceite cafezinho em qualquer lugar viu (brincadeirinha :D). Jorge Viana, não haverá na história do Brasil e do Acre governo mais corruPTo e cheio de escândalos como o governo da FPA (falo mermuh). O Brasil vive hoje um dos mais escaldantes escândalos do país, o tal do MENSALÃO, já ouviu falar nele, né? Aquele que o Joaquim Barbosa bateu o martelo e colocou um “bocado” de petistas da cadeia, e que a JUSTIÇA tirou, com as leis da Constituição que é contrária ao cidadão de bem e favorável à canalhas e safados, vulgo pessoas que roubam o dinheiro do cidadão acreano. Advogados estes que pra mim é mais corrupto que aquele que desvio verbas públicas. Pois bem, seus amiguinhos aí, Genuíno, Dirceu, Delúbio foram julgados e condenados. Mas pra que falar a nível nacional se temos exemplos clássicos aqui no nosso estado não é? Bem melhor falar a nível de Acre. Então já que falou em corrupção, eu vou citar só um nome, nem vou falar muito, porque o povo já sabe melhor que eu sobre isso. Senador Jorge Viana, o senhor viu aí nos noticiários do estado, algumas reportagens e matérias, onde as manchetes eram: “Empreiteiros de empresas ligadas ao governo assim como secretários do alto escalão de Tião Viana são acusados de corrupção”. Bem, as matérias não eram bem assim. Mas, relembrando, um dos seus sobrinhos foi preso, o seu amiguinho Wolvemar (aquele que deram chocolate pra ele sair da cadeia) e outros empreiteiros (estes comeram um tatuzinho), pela PF (essa sigla significa POLÍCIA FEDERAL, e esta trabalha em cima de provas). O nome dado a esse pequeno “deslize” dos amiguinhos petistas é G7. Conhece? Então, esse aí foi um dos motivos da nossa manifestação que levou mais de 20 mil cidadãos acreanos pra rua. Agora essa é mais recentes, aliás estas, noticiários informam que empresa que assinou contrato com o prefeito Marcos Poste Viana (isso não dá processo né? Afinal ele não passa disso mesmo) é acusada, se bem que acusado é um termo de suposição, mas se há fumaça, há fogo, nem que seja pouquinho, de sonegação de impostos. Esse é outro tópico que renderia mais umas três noites, mas vou parar por aqui, afinal já são três páginas, e sinceramente, foram em vão, porque quase ninguém vai ler mesmo.

Ah, senador, de que é mesmo que o senhor tem medo? De que o Acre fique em mãos erradas? Crie vergonha nessa sua cara lavada, que não há ninguém burro nessa cidade não, pra acreditar numa lorota dessa. O governo de vocês, Jorge, Binho e Tião Viana, afundaram o estado do Acre, com dívidas absurdas, números gritantes de uma educação como a pior do estado, o segundo maior em população carcerária, um dos piores em saúde, sem oportunidades alguma de emprego, sem cultura, sem incentivo a esportes, sem lazer pra juventude. Um estado feito de boates e clubes, de maus exemplos, um governo corruPTo.

Eu poderia fazer um livro com todos os problemas que vocês causaram ao Acre, mas eu iria chorar do começo ao fim, de tristeza, por ver um estado tão lindo e acabado como este.

Vá orar meu querido, e aprender a ser um governante, depois vem na mídia falar em mãos erradas. Em corrupção e em RESPEITO.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.