No governo de Dilma: Área vendida pela Petrobras tem petróleo

Publicado em 11 de janeiro de 2014

Da Redação folhadojurua.com.br

Foto: demostrativa

Foto: demostrativa

A maior empresa Brasileira esta ficando cada dia menor no governo do PT, o Brasileiro chegou a ter orgulho da Petrobras, mas infelizmente hoje estamos assistindo o governo do PT comandado por Dilma, quase levar a gigante Petrobras a falência, esse governo ainda quer continuar no comando em 2015, acorda Brasileiro, e saiba que esse governo é uma farsa para levar o Brasil a miséria ainda mais.

A Petrobras vendeu participações em duas áreas exploratórias em 2013 à britânica BP, uma no Brasil e outra nos Estados Unidos, que tiveram descoberta de petróleo em águas profundas anunciadas meses depois, ambas em dezembro. Pelo menos nos EUA a descoberta já foi declarada como relevante, num anúncio feito pela BP apenas no exterior, em 18 de dezembro.

Um dia antes, em 17 de dezembro, foi anunciada a descoberta de petróleo no bloco negociado no Brasil, no litoral do Rio Grande do Norte (Bacia do Potiguar), em área de novas fronteiras na margem equatorial. Os negócios da Petrobras com a BP no ano passado tiveram o primeiro comunicado em abril de 2013. A estatal brasileira anunciou a venda de sua participação em seis blocos no Golfo do México (EUA) operados pela BP. Recebeu por eles US$ 110 milhões, mais participação em um outro bloco no País.

A Petrobras tinha 20% e deixou completamente os ativos, num prospecto chamado de Gila. Entre eles estava o bloco Keathley Canyon 93, a 480 quilômetros de Nova Orleans, onde houve a “descoberta de óleo significativa”, segundo a BP.

No caso do ativo no Brasil, a Petrobrás reduziu participação em cinco blocos em dois contratos de concessão na Bacia do Potiguar, mas manteve a operação deles. A proposta de venda foi anunciada em julho de 2013, incluindo metade da concessão BM-POT-17 em julho de 2013.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.