Mais uma vitória de Márcio Bittar e Gladson cameli

Publicado em 9 de janeiro de 2014

Marlus Ferreira

[email protected]

coluna do MARLUS-2

Mais um no grupo

* Aos poucos o grupo liderado por Márcio Bittar(PSDB), Gladson Cameli(PP), Flaviano Melo, e Vagner Sales(PMDB), começa a despontar como principal adversário da FPA em 2014. Com a vinda do deputado Federal Henrique Afonso(PV) para o grupo, sem dúvida o deputado Márcio Bittar fortalece ainda mais sua candidatura ao governo.

É certo

* Com a vinda de Henrique Afonso, o grupo fica agora politicamente mais forte que a FPA, já que, dos oito deputados federais, cinco estão no grupo de Bittar, sem contar que tem a metade dos prefeitos do Acre. Porém, Henrique é sabedor que não será cabeça de chapa nesse grupo. O nome de Márcio já se consolidou. Resta agora há Henrique brigar por uma vice, ou somente contribuir com o processo.

Jogo de cena

* Todos começam a acreditar que a vinda de Fernando Melo(PROS)  para a oposição para ser candidato a prefeito de Rio Branco foi jogo de cena em prol da FPA. Se isso for realmente verdade, nunca a oposição tomará o governo dos vianas. Isso mostra que até dentro da oposição os vianas tem seus comandados.

 

Homem de ferro

 

* O famoso CARIOCA deve saber de muita coisa desse governo. Isso tem ficado evidente pelos últimos episódios acontecidos que envolve sua pessoa. O home nem chamado atenção foi. Ao contrário, lhe deram mais poder pra acabar com a candidatura de Anibal Diniz(PT) ao senado.

 

Confiança demais

 

* O PCdoB está tão confiante na candidatura única da deputada federal Perpetua Almeida que não quer mais se envolver em nada, deixando tudo nas mãos do governador, e se confiando no peso que tem em uma campanha majoritária. 

 

Na cola de Flaviano

 

* Essa hipótese da filha do prefeito Vagner Sales, Jessica Sales,  ser candidata a deputada federal, ainda vai da muita dor de cabeça ao deputado federal Flaviano Melo(PMDB), afinal, Flaviano conta com o apoio de Vagner Sales no Juruá em sua reeleição.

 

Como tal

 

* A situação do senador Sergio Petecão(PSD) e do ex-tucano Tião Bocalom (DEM), está igualmente a do senador Anibal Diniz(PT) e da deputada federal Perpetua almeida(PCdoB). Dois lutando por uma vaga.

 

Sem chances

 

* A coligação PSD/DEM para a assembléia Legislativa e Câmara federal não fará nenhum deputado se não aparecer um nome de peso até as convenções. Muitos já estão pensando em desistir de suas candidaturas.

 

Ta na hora

 

* Se Tião Bocalom(DEM)  já ouviu da boca do senador Sergio Petecão(PSD) que ele será o candidato, não sei o que falta para Bocalom lançar seu nome ao senado, ou não ser candidato a nada, e  ficar mais uma vez sem mandato, já que pra deputado federal as portas se fecharam numa possível coligação com seu ex-partido.

 

Marcando presença

 

* O governador Tião Viana sabendo que sua reeleição depende do Juruá, não passa mais um final de semana sem da as caras. No dia hoje e amanhã cumpre agenda governamental, e aproveitando pra fazer campanha antecipada. O interessante é que os motivos que trazem o governador a Cruzeiro do Sul são coisa insignificantes ao se comparar com os problemas reais de Cruzeiro do Sul, nas áreas da saúde, segurança, e outras.

 

Nasceu morto

 

* O grupo político que se formava em Cruzeiro do Sul para disputar uma possível nova eleição no município, nem nasceu e já morreu. Os presidentes de alguns desses partidos acharam melhor ficarem quietos e deixarem as coisas acontecerem.

 

Feitos de idiotas

 

* As vezes acho que os colunistas políticos do Acre são as pessoas mais enganadas por alguns  políticos. Na maioria das vezes as informações passadas por eles as nossas colunas são ilusórias.

 

Fato lamentável

 

* Um policial militar de Cruzeiro do Sul totalmente despreparado quase bate em um pastor evangélico da cidade. A policia Militar precisa reciclar alguns de seus comandados. O interessante que o pastor era só sim senhor não senhor para o policial.

 

 

Bom dia a todos

 

 

 

 


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.