Linha cruzada custará emprego a ministro

Publicado em 11 de dezembro de 2013

paulobernardo

O ministro Paulo Bernardo soube por recado velado que não vai continuar no Ministério das Comunicações, e manobra para tentar emplacar na vaga seu secretário-executivo, Genildo Lins. Ele foi detonado por Lula numa conversa com a presidente Dilma. Lula está ajudando os espanhóis da Telefónica (Vivo) e não gostou de declaração recente de Bernardo, sobre o risco de fusão da Vivo com TIM. A ira de Lula contra o ministro tem motivo extra: o ex-presidente tem viajado no jatinho dos executivos da Vivo.

 

Fonte: Correio do Brasil


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.