Áreas de Livre Comércio de Cruzeiro do Sul e Brasileia serão efetivadas em janeiro

Publicado em 18 de dezembro de 2013

Angelica paiva

angellicapaiva@hotmail.com

livre comercio

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB), levou um grupo de empresários e políticos para cobrar a instalação das ALCs do Acre, junto a Suframa, em Manaus.

As ALCs, de Brasileia/Epitaciolândia e Cruzeiro do Sul, existem no papel há 19 anos.Elas foram autorizadas pela Lei 8.857, em 8 de março de 1994, no último ano do governo Itamar Franco. Apesar da justificativa ser o objetivo de promover o desenvolvimento dessas regiões de fronteira, as Áreas de Livre Comércio do Acre, nunca foram efetivadas.

A comitiva foi recebida pelo superintendente da Suframa,na manhã desta terça-feira (17), em Manaus.

Na reunião, ficou decidida a vinda do superintendente ao Acre, na segunda quinzena de fevereiro; a instala ção de estrutura da Suframa nos polos logísticos de Brasileia e de Cruzeiro do Sul; a elaboração de um plano de trabalho envolvendo o governo do Acre e o Ministério do Desenvolvimento Econômico para a instalação das ALCs. Paralelo a isso, a deputada Perpétua Almeida se comprometeu em articular uma reunião entre a bancada federal e os governadores da Amazônia para tratar dos contingenciamentos da Suframa. Também ficou acertada a inclusão de 4 vagas para Brasileia e outras 4 para Cruzeiro do Sul, no edital do novo concurso da Suframa que será divulgado na última semana deste mês e um treinamento na segunda quinzena de janeiro, para capacitar empresas e pessoas que queiram trabalhar nas ALCs.

“Eu fico muito feliz com esses resultados. Finalmente conseguimos dar andamento nessa questão e as ALCs vão ser efetivadas. Isso é fundamental para o desenvolvimento do nosso e das cidades de fronteira. E, a gente sabe que onde a situação financeira é melhor, diminuem os índices de violência, além de melhorar a qualidade de vida”, comemorou Perpétua.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.