Escritora cruzeirense verônica Galvão lança obra inédita na bienal do livro de alagoas

Publicado em 4 de outubro de 2017

veronica galvao

Cotidiano, segundo livro da advogada e escritora Verônica Galvão, reúne 137 poemas inspirados em situações e sentimentos do dia a dia, somando uma variedade de versos que buscam estabelecer relação direta com o leitor, por meio da identificação com os temas abordados.

A obra será lançada no dia 06 de outubro de 2017, das 18h às 19h, no estande da Secretaria de Estado da Cultura/Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos, durante a 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas. O evento acontece de 29 de setembro a 08 de outubro, no Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, em Maceió.

A poesia de Verônica Galvão, ao assumir um tom suave de aconselhamento, leva o leitor a despertar para uma reflexão sobre medos, erros, derrotas e depressão, incentivando-o a seguir adiante, com fé, força e coragem, sugerindo uma visão de mundo mais otimista, caminhando pela trilha do “amar a si mesmo” como ponto principal para aprender a observar e compreender que a vida é uma dádiva e precisa ser vivida com harmonia e alegria.

O segundo livro da escritora acreana radicada em Alagoas é um convite para o reencontro com o amor próprio por meio da poesia, uma vez que ela permite expandir nossa visão de mundo e a forma como vemos e percebemos os outros, de maneira muito mais leve e agradável.

Verônica Galvão também é autora de Manel Gameleira e seus causos, em que narra, de forma bem-humorada, as aventuras fantasiosas e míticas de um caçador/pescador nas florestas do Estado do Acre, que envolvem rápidas alusões à mitologia tupi-guarani.

SERVIÇO

Lançamento do livro Cotidiano, de Veronica Galvão

Data: 06 de outubro de 2017

Hora: 18h às 19h

Local: estande da Secretaria de Estado da Cultura/Biblioteca Pública Estadual Graciliano Ramos na 8ª Bienal Internacional do Livro de Alagoas

Informações: veronicagalvao.esc@gmail.com | (82) 99608-7449


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.