Se o Congresso não aprovar a reforma política, o STF vai proibir coligações, diz o ministro Gilmar Mendes Na marra.

Publicado em 13 de setembro de 2017
Petecão-e-Gladson
O senador Lasier Martins (PSD-RS) apresentou requerimento para convocar o ex-presidente Lula na CPI do BNDES. Defende que o petista explique empréstimos do banco a empreiteiras do petrolão.
 
Celeridade e recursos
Os senadores Sérgio Petecão e Gladson Cameli estiveram mais uma vez no Ministério dos Transportes para pedir celeridade nas obras da BR 364. Em reunião com o ministro Maurício Quintela, o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Valter Silveira, com Tiago Caetano, superintendente do DNIT no Acre e os representantes das empresas responsáveis pelas obras da BR-364, Cameli e Petecão  lembraram que estamos em pleno verão amazônico e que as chuvas fora do período estão ocasionado transtornos nas obras dos trecho entre o rio Gregório e Tarauacá.
 
* “Por isso, ressaltamos que é preciso observar os prazos de execução já que os recursos estão garantidos” – explicou Cameli.
 
Fim das coligações  
 
As declarações do ministro Gilmar Mendes pautaram as conversas dos que defendem mudanças nas regras eleitorais. Ele disse que, sem a reforma política, o STF vai proibir coligações.
 
Todos pela Amazônia I
 
Jorge Viana participou nesta terça-feira (12), no Congresso Nacional, do ato em defesa da Amazônia. O evento reuniu artistas, parlamentares, representantes de grupos indígenas e entidades de proteção ao meio ambiente.
 
* Os manifestantes entregaram aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia e do Senado, Eunício Oliveira, um abaixo assinado com mais de 1,5 milhão de assinaturas colhidas na campanha “Todos pela Amazônia”.
 
Todos pela Amazônia II
 
O principal objetivo do ato é o pedido de revogação do decreto assinado pelo presidente Michel Temer que extingue a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), localizada entre os estados do Amapá e do Pará.
* As reivindicações incluem ainda outras medidas propostas pelo atual governo e pelo Congresso, como a flexibilização das regras de mineração, o desmonte do licenciamento ambiental, a redução das áreas protegidas, a liberação de agrotóxicos, a facilitação da grilagem de terras, o desmonte da Funai e a venda de terras para estrangeiros.
 
Mais uma vez
Com nova denúncia vindo, aliados palacianos de Michel Temer voltaram a desconfiar que Rodrigo Maia possa trabalhar para que ela seja aceita, abrindo chances para que se torne presidente.
* Maia está irritadíssimo com essa desconfiança.
Quase lá
A PF está prestes a concluir o inquérito sobre o “quadrilhão” do PMDB da Câmara. A expectativa é de que a apuração seja finalizada até a semana que vem.
* Ela também será usada na nova denúncia contra Temer.
Frase
“A Papuda te espera” – faixa de saudação ao empresário Joesley Batista à sua chegada à Penitenciaria da Papuda, em Brasília.
Por: Mariano Maciel

Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.