A pedido de Leo de Brito, atividade de garimpagem do Juruá será tema de audiência pública

Publicado em 28 de junho de 2017

garimpagem do jurua

O deputado federal Leo de Brito garantiu aprovação, na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia, de requerimento em que solicita a realização de audiência pública para debater a atividade de garimpagem no Juruá. A audiência deve ser realizada no município de Cruzeiro do Sul, com a participação de parlamentares, da sociedade e das entidades competentes.

Brito sugere no documento que estejam presentes na mesa redonda representantes do Ministério de Minas e Energia, do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA), do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e do Ministério Público Federal no Estado do Acre (MPF/AC).

Preocupado com os possíveis impactos ambientais, o parlamentar também já solicitou explicações ao Ministério de Minas e Energia a respeito do pedido de garimpagem e exploração de ouro no Juruá, feito pela Cooperativa Ponte e Lacerda, do Mato Grosso, protocolado junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

O caso foi denunciado pela imprensa acreana no início deste mês.  As áreas solicitadas para atividade de garimpo estariam em Cruzeiro do Sul (7.904,98 hectares), duas áreas em Rodrigues Alves (9603,37 ha e 9,170,47 ha) e duas em Mâncio Lima (8.155,23 ha e 7.783,73 hectares). Um total aproximado de 42 mil hectares.

“Não dá para deixar um assunto sério como este passar despercebido pela sociedade, como acontecem com muitas pautas de Meio Ambiente que são negligenciadas. Além da necessidade de realização de estudos técnicos a respeito dos impactos ambientais causados por essa grandiosa exploração, precisamos pensar nas pequenos olarias e areais da nossa própria região, que segundo denúncia, estariam impedidos de trabalhar”, ressaltou Leo de Brito.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.