Sindmed-AC propõe audiência pública do Alto Acre para defender a saúde pública

Publicado em 18 de maio de 2017

sindmed-4

A diretoria do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) participou de uma reunião com a população e vereadores de Brasileia para debater as deficiências do Hospital Geral Raimundo Chaar e a necessidade de maior agilidade para a conclusão das obras do novo Hospital Geral, na manhã de quarta-feira (17/05). O encontro resultou em um pedido de audiência pública, reunindo profissionais de saúde, vereadores e população de todo o Alto Acre.

O presidente do Sindmed-AC, Ribamar Costa, alertou que a atual estrutura oferecida coloca em risco a vida dos pacientes. Ele ainda apresentou um processo do Ministério Público Estadual (MPE) em que pede melhorias da unidade hospitalar do município.

“O Ministério Público entrou com uma ação civil pública com base em nossas denúncias e a Justiça condenou o Estado, mas houve recurso e desde 2014 o processo se encontra parado. É preciso sensibilizar todas as autoridades porque existe uma questão de urgência na resolução dos problemas”, afirmou o sindicalista.

Ribamar Costa afirmou que há anos o município necessita também da contratação médicos para garantir que a população possa ser atendida por especialistas.

“Mesmo que tenhamos a inauguração do novo hospital, ainda teremos a falta de médicos e o Sindicato reivindica a contratação dos profissionais aprovados, pois existe demanda e existe candidatos que ainda aguardam o chamamento”, explicou o representante do Sindmed.

Na reunião, parlamentares e população aceitaram a proposta de audiência pública, pois o hospital de Brasileia também atende os habitantes de Epitaciolândia, Assis Brasil e Xapuri.

Os participantes ainda criticaram as falhas do atendimento nos postos de saúde, o que resulta na demora do atendimento realizado no hospital geral, por falta de atendimento na rede básica municipal.

 

Freud Antunes


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.