Major Rocha cobra desconto nos salários de governador, senador e deputados que foram apoiar Lula

Publicado em 11 de maio de 2017

rocha denuncia larapios do Acre

O deputado federal Major Rocha (PSDB) não deixou barato a viagem de políticos para participar de comício em defesa do ex-presidente Lula, principalmente os acreanos. O deputado quis saber se as autoridades viajantes vão devolver aos cofres públicos os valores referentes aos dias não trabalhados para apoiar Lula. Além disso, Rocha questionou as ações do próprio ex-presidente ao depor em Curitiba.

Eu só tenho a lamentar profundamente as dezenas da parlamentares, deputados e senadores, e governadores como o do Acre, os quais abandonaram suas responsabilidades para prestigiar um ato que diz respeito apenas a um réu ás portas da cadeia, disse Rocha.

“Somente um senador do PT estava em plenário ontem. O resto estava participando do comício em Curitiba. Parlamentares que deveriam ter compromisso com o Brasil e estarem trabalhando no Congresso, estavam em um comício contra a Operação Lava-Jato”, ressaltou o deputado.

O parlamentar mostrou fotos onde aparecem o governador Sebastião Viana, o senador Jorge Viana e o deputado Léo de Brito no comício. Ele cobrou: “Será que vão receber pelo dia não trabalhado? Quem vai pagar esta conta?”

Para Rocha, é preciso seriedade com o dinheiro público, pois não se pode permitir fazer um comício com os recursos do povo: “Ainda mais quando estes atos são uma afronta ao Judiciário e contra ação que visa limpar este país”.

O deputado destacou ainda o visível o cinismo daquele que se considera o homem mais honesto do Brasil, mas não consegue explicar a ligação dele com Barusco e outros envolvidos.

“Deixo aqui o meu repúdio ao comício feito por um réu às portas da cadeia e também em relação aos parlamentares que deveriam estar aqui trabalhando e respeitando os recursos do povo, pois é o povo quem paga por toda esta patifaria deles e agora revelada pela operação Lava-Jato”, salientou.

Lulá na cadeia!

Rocha criticou duramente o fato do ex-presidente ter se valido do depoimento prestado ao juiz da Operação Lava-Jato para fazer comício e se auto promover: “Quem se deu ao trabalho de acompanhar o depoimento, não viu as devidas respostas por parte do ex-presidente. Ele apenas repetiu a mesma estratégia já usada no mensalão, de dizer não saber de nada”.

O deputado disse que a única novidade foi a tentativa de repassar as práticas criminosas dele para a falecida esposa: “O que ele fez foi um tapa na cara do cidadão brasileiro que paga os seus impostos e cumpre suas obrigações. É evidente que o país vive uma grave crise moral. E isso fica mais transparente quando um réu faz de seu depoimento à Justiça um comício”.

Eu só tenho a lamentar que um ato da instrução criminal de alguém que está às portas da cadeia, tenha se transformado em comício. Lula tentou tirar vantagem até mesmo em um processo criminal que ele responde, comentou o Rocha.

Alessandro Silva


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.