O primeiro encontro de Artes Marciais em Cruzeiro do sul aconteceu na quadra da Escola Tancredo de Almeida Neves

Publicado em 4 de fevereiro de 2016

kung-fu-01

Dia (30) de janeiro, aconteceu o primeiro encontro de Artes Marciais em Cruzeiro do sul, que foi realizado na quadra da Escola Tancredo de Almeida Neves. Cerca de 100 lutadores entre eles das Artes Marciais do Kung-fu, capoeira, e Taekwondo, reuniram-se para promover e divulgar este esporte que a cada dia cresce no Brasil.

Conversamos com o idealizador Carlos Augusto também professor de kung-fu em Cruzeiro do sul. ” A (30) anos no Acre, e 10 em cruzeiro do Sul, nunca tínhamos feito um evento como esse, é sempre é bom juntar as artes Marciais e fazer esta troca de experiência de aprendizado dentro de um esporte como esse. Precisamos de ajuda, tanto do poder publico como do Privado, Kung-fu é um projeto social de grande destaque em nossa cidade, assim como capoeira e Taekowondo.

O professor Gelson ” Foi um prazer poder realizar este evento, foi um grande passo que as artes Marciais deram em nossa cidade, este passo da aproximação do conhecimento e da troca de experiência, deve ser feita constantemente. já, que trabalhamos em projetos sociais , companheirismo e união fazem a diferença para enfrentar os problemas que as artes Marciais enfrentam em cruzeiro do sul. Desde já não posso deixar de agradecer nosso aluno Thiago Alves coordenador da juventude do (PRB), que organizou divulgou e patrocinaram nossa comida para depois do evento. Apoio como esses são muito importantes para que possamos continuar a trabalhar. É bom ter alunos que abracem a causa e venham ajudar a transformar e melhorar um grande projeto como este.

Nossa equipe conversou com Thiago Alves, que faz parte do conselho do Kung-fu em cruzeiro do Sul. Segundo ele realizamos este evento para  troca de experiências, tanto quanto para chamar atenção de nossas autoridades, o esporte transforma vidas, o esporte salva vidas, quando olhamos para TV e vemos uma medalha de ouro não imaginamos o quanto aquele medalhista sofreu para conseguir. Queremos representar o Acre de uma forma que ele venha ser conhecido em todo país, temos lutadores de qualidades o kung-fu ja provou isso. Agora precisamos no momento de ajuda. e de um olhar mais carinhoso por aqueles que nos representam. Concluiu o jovem Thiago Alves.


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.