César Messias jura que não quer saber de candidatura a prefeito, mas o assunto é fato consumado.

Publicado em 20 de outubro de 2015

cesar messias-3

Em busca…

Para mostrar que o “governo não está parado”, a presidente Dilma Rousseff deu início neste domingo a uma série de compromissos oficiais na Suécia e na Finlândia.

O objetivo da visita, segundo o Ministério das Relações Exteriores, é aprofundar as relações bilaterais com os dois países.

…da popularidade

Na prática, porém, a viagem segue na esteira do que o governo convencionou chamar de “agenda positiva”, um conjunto de ações – de investimentos em infraestrutura a programas sociais – que tenham repercussão favorável na mídia.
Fontes próximas à presidente afirmaram que a intenção é reverter a queda de popularidade da presidente, hoje em 10%.

Recursos federais

Senadores e deputados federais da bancada do Acre correm contra o tempo para a apresentação das emendas individuais e de bancada ao orçamento geral da União de 2016, cujo prazo expira nesta terça-feira, 20.

* Fora a proposta orçamentária da bancada, cada parlamentar tem disponível no orçamento do próximo ano mais de R$ 15,34 milhões, em emendas individuais e impositivas, sendo obrigatoriamente a metade desse valor para a saúde.

Ser ou não ser, eis a questão…
Enquanto o deputado César Messias diz em Brasília que não quer saber de candidatura a prefeito de Cruzeiro do Sul, no Acre todo mundo comenta que o assunto é fato consumado e que o martelo já foi batido na Frente Popular.
* Nesta semana, um portal de Cruzeiro do Sul, ligado à FPA, chegou a especular o vice, mas o nome que constava na coluna tem sérias pendências com o Tribunal de Contas do Estado.

Rei morto, rei posto
Com o enfraquecimento de Eduardo Cunha, já tem gente de olho no posto do presidente da Câmara. Pelo menos seis deputados são cotados entre os colegas para assumir o cargo. No entanto, ainda não há nenhuma confirmação se Cunha fica ou deixa a liderança da Casa.
* Há quem defenda a candidatura do líder do PMDB, Leonardo Picciani, que ganhou força depois de emplacar nomes na reforma ministerial do governo.
Cassação

O deputado Léo de Brito (PT) é o único parlamentar da bancada do Acre que integra o Conselho de Ética que definirá nesta semana o relator do pedido que pode resultar na cassação de Eduardo de Cunha. O político do PMDB é alvo de uma representação protocolada pelo PSOL e a Rede, com apoio de 50 deputados de partidos como o PT e PSB.

Tudo indica que o deputado Léo de Brito é um dos votos favoráveis à cassação de Cunha.

Frase do dia

“Quando digo não, não há outra opção, é não e acabou”! – da presidente Dilma Rousseff em resposta à insistência dos jornalistas, na Suécia, sobre a permanência ou não do ministro Joaquim Levy na Fazenda.

Foto do dia

Urso Branco

Rebelião no presídio Urso Branco de Porto Velho (RO)

* Informações para a coluna: marianosmaciel@yahoo.com.br


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.