QUATRO ANOS DE PERSEGUIÇÃO ESTÃO POR VIR!

Publicado em 28 de outubro de 2014

naiara

Eu não caí, eu não perdi. Eu lutei fui até onde pude ir. Infelizmente as coisas não são como queremos. E como vivemos num país “democrático”, vence a maioria, e a maioria decidiu que teremos mais quatro anos de corrupção, perseguição, G7, de uma saúde de péssima qualidade, de uma educação precária, de uma segurança pífia, de um país a beira de uma crise econômica… O povo decidiu por aqueles que roubaram o país e o Acre descaradamente. Os chefões do “petrolão”, do “mensalão” e do G7 estão no poder novamente.

O mundo se decepciona com o povo brasileiro, é claro, é visível!

Quanto a povo acreano, parabenizo-os e ao mesmo tempo dou-lhes meus pêsames. Meus parabéns povo acriano por ter escolhido pela mudança do Brasil. E minhas condolências por ter reelegido o Sebastião Viana. Até agora eu não consigo entender o porquê votam pela mudança do Brasil, mas optaram pelo retrocesso do Acre, é inacreditável.

São 16 anos no poder, está indo para os 20 e o Acre está em decadência. Decadência econômica e política. Temos uma dívida bilionária e não há propostas de geração de renda por parte desse governo medíocre e mentiroso que está aí no poder. Infelizmente só não consegue enxergar o tamanho do rombo aqueles que fazem questão de tapar os olhos. Esses mesmos que não trabalham para conquistar o pão de cada dia, que vivem dependentes de uma “bolsa esmola”, de um cargo comissionado, de um emprego apadrinhado.

Não quero ouvir choro, quando precisar de um hospital público e este não ter as condições de lhe atender. Não quero ouvir choro quando precisar de uma escola de qualidade pro seu filho e não encontrar. Não quero ouvir choro quando não puder mais andar na rua, pois corre o risco de morrer com uma bala perdida, ou até mesmo, não poder sair de casa para vigiá-la contra ladrões. Não quero ouvir choro quando for procurar um emprego e ouvir um “não”. Não quero ouvir choro quando entregar seu currículo diplomado e só puder ser empregado se tiver um cursinho do SENAI. Não quero ouvir choro quando for ao supermercado comprar uma carne e não poder, pois o dinheiro não deu. Não quero ouvir choro quando for ao supermercado comprar o arroz e o feijão e estiver limitados na prateleira. E se vier me pedir esmola, vou dizer o que sempre digo: “procure um emprego, o governo que você votou distribuiu 40 mil”.

No mais, vou terminar minha graduação e buscar novos rumos, pois o Brasil é de quem trabalha e busca o melhor e não de quem prefere viver de esmolas.

Quanto ao Bastião, um recado, todo império cai. O seu está mais perto do que nunca.

Por Nayara Vilas Bôas


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.