Estamos convivendo com a mídia nos impondo diariamente uma ditadura da beleza. Mas até que ponto isso é real?

Publicado em 14 de julho de 2014

beleza da mulher

A maioria da população não se encontra nos padrões da nossa atualidade. Aliás, uma minoria dita o que é belo. Mas quem realmente é belo? O que é a beleza? A definição de beleza segundo o dicionário: qualidade do que é belo agradável ou que desperta admiração. A beleza é uma experiência, um processo cognitivo ou mental, ou ainda, espiritual, relacionada à percepção de elementos que agradam de forma singular aquele que a experimenta.

A beleza agrada a quem vê, muitas vezes não podemos definir o que achamos belo. Simplesmente nos sentimos bem em admirar certas formas, figuras, paisagens ou pessoas. Os padrões humanos para definição de beleza são culturais, geográficos e temporais. Uma mulher considerada bela antigamente, não necessariamente estaria nos conceitos de beleza de hoje. Porque antigamente preferia-se uma mulher com uma silhueta mais cheia. Porém hoje, a sociedade impõe que devemos ser magros.

Os padrões de beleza mudam. O que é belo aqui, talvez em outra cultura não seja. Alguém comum num local pode ser considerado belo num outro país. Ou, alguém que não lhe pareça bela para você, às vezes para seu colega ao lado seja a mulher mais linda que ele já viu! Como diria um poeta: A beleza está nos olhos de quem a vê. A Beleza Feminina nunca foi tão cogitada como nas últimas décadas. Realmente, é um vasto tema e uma coisa é certa: a mulher gosta sim de se cuidar, deslumbrar encantamentos e se esbaldar nos fascínios da sedução.

As vaidades e as prudências com o corpo em geral já surgem na adolescência e avançam pela idade adulta sem dó nem piedade. A preocupação com as unhas, com a pele, cabelos, com o próprio corpo é normal para quem é adolescente, garota, jovem e mulher.Matematicamente consideramos belo, algo harmonioso. Um rosto bonito normalmente apresenta uma simetria. Leonardo da Vinci já escreveu séculos atrás: “podemos dividir o rosto em três partes proporcionais: da implantação dos cabelos até o nariz, deste até os lábios e a última parte até o mento”.

Um rosto considerado bonito possui estas medidas proporcionais. Porém não podemos dizer que somente quem possui tais medidas é belo. O conceito de beleza é subjetivo. O que leva todo mundo a esta ditadura da beleza? A incessante busca pela imagem perfeita é um índice contemporâneo que aponta para anseios e assuntos da atualidade. O acréscimo dessa demanda leva a múltiplos recursos para alcançar tal objetivo, mesmo que estatisticamente o resultado cause danos à saúde do indivíduo.

O mercado cosmético revolucionou o tema Beleza nesses últimos anos, aprimorando cada vez mais produtos que funcionem majestosamente, inovações maravilhosas para que a pele da mulher esteja cada vez mais sublime, uma maquiagem charmosa com mais qualidade e durabilidade, esmaltes que revolucionam o universo das cores, enfim, toda a tecnologia a favor da mulher no intuito de reduzir o número de intervenções cirúrgicas e outros métodos.

Todos sentem necessidade de aceitação. As mulheres querem ficar bonitas, para arranjar um namorado, casar e ter filhos e para se sentirem felizes. Os homens estão se cuidando cada vez mais também. Hoje, o conceito de beleza da magreza vem fazendo as pessoas viverem em dietas, academias e recorrendo aos cirurgiões plásticos. Estamos vivendo num mundo em que uma minoria é magra e dita os conceitos de beleza, a maioria está fora do padrão considerado belo e faz de tudo para alcançá-lo.

O que se vê nos dias atuais são indivíduos insatisfeitos com sua imagem e atrativos físicos. Deste modo, mulheres e homens absorvem muitas informações vindas de todos os lados, revistas, jornais, televisão, redes sociais entre outras, que mostram corpos lindos e formas perfeitas. No Brasil, corpo de mulher belo é magro, de pele clara, cabelos loiros e lisos, com poucas curvas.

O corpo feminino utópico, na visão dos homens, constitui-se de curvas, seios grandes, empinados e firmes, e nádegas bem torneadas. Pitanguy já criticou a magreza excessiva das modelos ao tratar da imposição do marketing sobre a beleza. “O belo é aquilo que agrada. De repente, você vê uma menina anoréxica desfilando e não agrada. A partir do momento que se começa a vender produtos e se desenvolve uma mentalidade que não é saudável, cria-se uma inversão de valores”.

Hoje em dia vemos mulheres na televisão com corpos esculpidos na academia e até ás custas de esteróides anabolizantes. Algumas pacientes já pedem: “quero ficar igual a tal artista!”. Quase todos gostariam de mudar alguma coisa em seu corpo. Se você tem vontade de fazer uma cirurgia plástica, se for para ser feliz, por que não? Se você não se sente incomodada, tudo bem! Seja feliz! Mas quem é que não gosta de receber um elogio? Saber que está bonita? Se cuidar é para sempre!.O cuidado com a saúde então, é fundamental. Afinal, sem saúde não temos nada. E felicidade transparece beleza! Ser belo é ser feliz! Seja feliz!


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.