LOBOS EM PELE DE CORDEIRO, FIQUEM ATENTOS!

Publicado em 30 de junho de 2014
????

????

Todo ano de eleição é a mesma coisa. Desde que o PT assumiu o governo do Acre, há 16 anos atrás, eles fazem promessas mentirosas. Esse ano não poderia ser diferente, e nem será. O ano de 2014 já começou a todo vapor para eles. Desde que assumiu o governo em 2011, o Bastião Viana nada fez pelo Acre. Um equívoco, ele fez sim. Ludibriou toda uma população em 4 anos de mandato.

O Bastião, para se eleito em 2010, prometeu 40 mil empregos, pavimentação de todas as ruas do estado (diz ele que ia asfaltar todas as ruas do Acre em 4 anos), 10 mil casas, saúde de primeiro mundo, educação de qualidade, a melhor segurança, e, pasmem, até um hospital evangélico o dito cujo prometeu. De tais promessas, há 6 meses de entregar o cargo, o tal governador, que atende pelo nome de Bastião, não cumpriu se quer uma.

O que ele cumpriu mesmo foram as promessas que fez aos empresários amigos, dono de empreiteiras. Prova disso, o Nakamura, acusado de crime de corrupção pela Polícia Federal, um dos membros do G-7. Na última semana, o japinha, amigo do governador, foi contemplado com um “gordo” contrato, de acordo com os sites de notícias locais. Querem outra prova? Wolvenar Camargo, outro participante assíduo do G-7 e amigo do governador, recebeu a contemplação de 18 mil reais ao mês para assessorar o Bastião. Diz, o Tião mentiroso, que esse cara aí é um dos homens mais honestos do país. Mas, a Polícia Federal, pelo jeito, não concorda muito com ele.

Bem, sei que todos lembram do G-7, e, se esqueceram, não se preocupem, estarei aqui para lembrar-vos sempre. O G-7, foi o maior esquema de corrupção do Acre, onde contou com um grupo de empresários, empreiteiros e até sobrinho do governador, como peças importantes dessa novela escrita pela Policia Federal.
Mas, bem, relembrado o G-7, vamos agora pro ponto principal e o foco do texto.

Há menos de um mês estive visitando um dos bairros mais carentes de Rio Branco, conhecido por uma fama não tão boa, mas que abriga pessoas humildes e com o coração cheio de tristes estórias.
Visitei o Taquari, um bairroperiférico e que sofre, nos primeiros meses do ano, com a cheia do rio Acre. Encontrei pessoas acolhedoras, com um sorriso que deixava à mostra a tristeza, o olhar denunciava. Uma senhora chorava ao me contar que a prefeitura não dá o auxílio necessário que ela precisa para atender a filha deficiente. Eladizia está decepcionada com o governo.

Nesse mesmo bairro, vi a politicagem e o uso da máquina pública transparecido em obras que sabemos que são intermináveis. Obras, que começaram, mas não terminarão. Vi, cidadãos que “vendem o almoço pra comprar a janta”, tendo que pagar ao governo acriano o valor de 300 e até 800 reais de energia elétrica. Senhores, senhoras, chorando, pedindo ajuda, pois não aguentam mais esse valor absurdo. Na casa dessas pessoas, apenas a velha geladeira, uma TV e um ventilador.

Esse é mesmo o governo que serve de todo o coração? Imagine se não servisse, como seria a vida dessas pessoas?
Claro, muitas delas, mesmo com o esgoto embaixo dos seus casebres de 2 por 2, não deixam de dizer que aquilo ali está bom, pois recebem todo mês a esmola que o governo dá, aquilo que eles chamam de Bolsa Família (que não passa de compra de votos).

Não está bom, não é bom. Dormir sentindo cheiro de esgoto é desumano, é de cortar o coração. Pior que isso, é ver as crianças brincando com o pé no chão nesses lugares, correndo sérios riscos à saúde.

Governo do Acre não serve de coração ao pobre, eles servem de coração somente ao rico, a classe burguesa, aquela que lhes dá lucros e não despesas. O dinheiro público do Acre, não é do povo como de direito, é dos grandes medalhões, amigos do patrão. Emprego no Acre, não é pro pai de família que necessita dar de comer ao filho, emprego no Acre é pros filhinhos dos donos das grandes empresas, emprego no Acre é pros amigos. O pai de família tem que viver à míngua sem expectativa alguma de crescer.
A saúde de primeiro mundo, que o governador prometeu, não era pro cidadão pobre, era pros donos dos carrões de luxo. A segurança é pra aqueles que tem dinheiro pra instalar em suas residências sistemas modernos de proteção. Educação, somente pra aqueles que é sustentado pelo dinheiro da massa.

O governo do Acre ilude todo ano a população carente, com promessas mentirosas, ludibriosas, falsas e com a hipocrisia que seu Jorge e o Bastião carregam atrás daquele falso sorriso.

Esse ano, não será diferente, eles querem o poder a todo custo, e pra isso, usarão todas a manhas que aprenderam nos variados livros de cabeceira que leram e que leem. Mas, esse ano o povo será alertado, e mostraremos a verdadeira face desses lobos disfarçados de cordeiros.

É hora de mudar a história do Acre, e mudar pra melhor.

Por: Nayara Vilas Bôas


Deixe o seu comentário:

Todos os comentários postados são de responsabilidade de seus autores.